CARTA VERDE

O QUE É CARTA VERDE

Você sabe o que é um seguro Carta Verde? Esse assunto é bem importante para quem vai viajar de carro ou comprar carro nos países do Mercosul – Argentina, Paraguai ou Uruguai – ou mora numa região vizinha a esses países e circula por lá, como moradores do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul. O seguro Carta Verde é um seguro obrigatório para viagens internacionais dentro do Mercosul que foi instituído em 1995.

O funcionamento é semelhante ao nosso DPVAT: tem como objetivo cobrir indenizações por danos causados a terceiros, de proprietários ou condutores de veículos de passeio em países do Mercosul – que não seja seu país de origem. Isso significa que se você sofrer um acidente com terceiros, por exemplo, em alguma rua de Montevidéu no Uruguai, pelo menos o prejuízo sofrido pelo outro carro estaria coberto.

QUAL A COBERTURA DA CARTA VERDE?

O Seguro Carta Verde cobre danos materiais e corporais causados a quem não esteja sendo transportado pelo veículo segurado. Os danos podem ser causados por intermédio do próprio veículo segurado, por objetos transportados ou por reboque acoplado ao veículo que está protegido pelo Seguro Carta Verde.

O seguro cobre os seguintes itens:

Danos materiais causados a terceiros;
Danos corporais (morte, invalidez permanente e despesas hospitalares) causados a terceiros;
Honorários de advogado para o segurado e qualquer custo judicial.
Os limites de indenização do Seguro Carta Verde são estipulados em 40 mil dólares por pessoa (em casos de danos corporais, morte, despesas hospitalares ou invalidez permanente) e 20 mil dólares por terceiro (para casos de quaisquer danos materiais).

Vale lembrar que o Seguro Carta Verde é obrigatório para qualquer pessoa que for utilizar carro de passeio em países integrantes do Mercosul. Sem a apresentação do certificado de seguro, o veículo será impedido de circular no país de destino.

Países integrantes do Mercosul
Argentina
Brasil
Paraguai
Uruguai
Venezuela*
*Não era necessária a realização do Seguro Carta Verde até 2012, data em que o país se tornou membro pleno do bloco econômico